La vida és massa, és terra i sang
una amalgama que es modela com el fang.

I fuig com l’aire, entre les mans.
La vida és el que passa mentre fem plans.

La vida és dansa, és dia i nit,
una obra mestre en un teatre infinit.

La vida és tela i tu el pintor,
la vida és canvi i es gira com un mitjó.

És un adéu a l’horitzó,
la vida és viure no demanis perdó.

La vida és teva i de ningú,
la vida és meva i la meva vida ets tú.

La vida és així, sempre encara.

No és un adéu és un fins ara, compta amb mi.
Tot comença aquí, sempre encara.

És una roda que no para,
que tot comença aquí.

La vida és l’hòstia i deu n’hi dó,
és una prestadora que exigeix devolució.

És explosiva i heterogènia
com una cèl·lula a la sopa primigènia.

La vida és pura sort,
la vida és mare i germana de la mort.

La vida és devota de Sant tornem-hi,

sigues feliç que la vida és el teu premi,

que és un moment, és un instant
i en un sospir com un ocell passa volant.

És un camí que ningú sap cap a on va

però la vida és mestre i t’ensenya a caminar.

La vida és la pera i tu el perer,
la meva vida és teva i la meva veu també.

La vida és així, sempre encara.

No és un adéu és un fins ara, compta amb mi.
Tot comença aquí, sempre encara.

És una roda que no para,
que tot comença aquí.

A vida é demais, é terra e sangue

um amálgama que é modelado como lama.

Que foge como o ar, entre minhas mãos.

A vida é o que acontece enquanto fazemos planos.

A vida é dança, é dia e noite

uma obra prima em um teatro infinito.

A vida é pano e você é o pintor

A vida é mudança e se vira como uma meia.

É uma despedida para o horizonte

a vida é viver não peça perdão.

A vida é sua e de ninguém

A vida é minha e minha vida é você.

A vida é assim, sempre agora.

Não é adeus é um até logo, conta comigo.

Tudo começa aqui, sempre agora.

É uma roda que não para,

que tudo começa aqui.

A vida é massa,

é uma credora que exige um reembolso.

É explosiva e heterogênea

como uma célula na sopa primal.

A vida é pura sorte

A vida é mãe e irmã da morte.

A vida é devota de "Sant tornem-hi",

seja feliz que a vida é o seu prêmio

é um momento, é um instante

E em um suspiro como um pássaro pasa voando.

É um caminho que ninguém sabe para onde vai

Mas a vida é um mestre e ensina você a andar.

A vida é "la pera" e você a pêra

minha vida é sua e minha voz também.

A vida é assim, sempre agora.

Não é adeus é um até logo, conta comigo.

Tudo começa aqui, sempre agora.