• Spotify - Círculo Negro
  • YouTube - Black Circle
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Círculo Negro

...eu aprendo de você, você aprende de mim...

ESCOLA VIVA é um projeto pedagógico baseado na fenomenologia existencial, em culturas pagãs (védicas, africanas e indígenas) e neopaganas (Wicca), assumindo a espiritualidade como parte do ser humano, coexistindo em harmonia com os 5 elementos básicos: Espaço, Ar, Água, Terra e Fogo.

O plano de ação da ESCOLA VIVA é organizado por módulos com conteúdos conceituais de arte sincronizados com as estações do ano. O objetivo geral é entender a arte em sintonia com a natureza, conhecendo, respeitando e celebrando seus ciclos, promovendo a harmonia e potencializando a vida em todas as suas formas criativas. Utilizando como base pedagógica a pedagogia sistêmica, o grio (integrando conhecimento popular e ancestral) e o triangular (valorizando, contextualizando e fazendo), com a presença da família na escola, organizando grupos de encontro e rodas de terapia comunitária, e planejamento de reuniões.

OlhaochicoAi          @olhaochico            

É uma associação sem fins lucrativos que trabalha, através da cultura tradicional, pela conscientização ambiental e preservação do "Velho Chico", o segundo maior rio do Brasil depois da Amazônia.

 

A partir de sua sede em Piaçabuçu, uma população alagoana localizada na foz deste grande rio, eles lutam contra a ameaça do desmatamento e a captura de suas águas que estão causando a desertificação e a salinização desse ecossistema vital para a região e seu povo.

olhaochico      

Nós temos um vínculo emocional muito forte com este rio e com seu povo, que nos abriu suas portas.

Nestes 2 anos, com o Velho Chico como companheiro de viagem, descobrimos seus graves problemas que afetam este ecossistema e seus habitantes, muitas vezes com o desconhecimento das causas e conseqüências de um drama social e ecológico muito recente que avança dia a dia.

Falando e vivendo com eles, conhecemos a história de suas vidas e agora também a nossa.

O VELHO CHICO, oficialmente chamado Rio São Francisco, é uma das correntes mais importantes do Brasil e da América do Sul. Com um comprimento de 2.814km, atravessa 5 estados do sul ao norte, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas, e finalmente deságua no Oceano Atlântico, drenando uma área de 641.000 quilômetros quadrados.

Nos últimos 30 anos, a construção de 6 represas colossais pelas grandes usinas hidrelétricas, as mudanças para as culturas da indústria alimentícia, o desmatamento massivo e a poluição, estão causando sérios problemas à sobrevivência do rio e às populações que eles dependem diretamente, cidades que, em alguns casos, ainda vivem sem acesso à eletricidade.

As consequências mais óbvias são encontradas quando chegam à foz, onde o mar está recuperando a terra que o rio criou há milhares de anos com seus sedimentos, agora presos nas represas.

A água salgada, que já se eleva a mais de 50 km, está destruindo a flora e a fauna literalmente enterrando populações inteiras sob as dunas, o passo antes de ser engolida pelo mar.

É o caso do Cabeço, cidade já submersa ou de Pixaim, que vê como a areia engole as suas vidas. Populações como o Potegy ou Piaçabuçu, dezenas de km para acima, a água da casa já é salgada.

Chegando em Piaçabuçu nos encontramos com a família de Olha ou Chico e estacionamos as bicicletas para morar com eles por 4 meses. Conectamos instantaneamente com eles e começamos a escrever juntos, em homenagem ao rio, a música que é titulada com o nome da associação.

Adaptamos a música com músicas tradicionais da região como baião, forró, xote ou maracatú com a ajuda da banda OLHA O XOTE, que acabou participando da gravação da música junto com a associação e outros amigos como Luck, Elis e Marcelo. No total, 14 músicos se uniram em uma macedônia intercultural que fico grande.

Sem eles e todas as pessoas que nos acolheram, nada disso seria possível. É por isso que decidimos doar todos os benefícios de PEDALANT ENDINS do 2018 para este projeto, porque eles são da nossa família, porque eles merecem e porque os amamos.

...obrigado amigos pela aventura...

OLHA O XOTE.png

Lizardqueen Music

Maria Blay

+34 934 073 838 / +34 686 139 695

maria@lizardqueenmusic.com

www.lizardqueenmusic.com

Halley Records

edmond@halleyrecords.com

PR - Marc Isern       marc@halleyrecords.com

www.halleyrecords.com

Política de privacidade. Copyright © 2018 Marcel Lázara i Júlia Arrey - Todos os direitos reservados. Web design: Júlia Arrey - Ilustrações: Ana Beatriz Reina